Pr. Jailson Santos

Seja Bem-vindo!

#Curta nosso blog

Role a página e encontre artigos, sermões e aulas

#Compartilhe nossas ideias

Use as redes sociais para nos ajudar a divulgar a fé reformada

Volte sempre que precisar

Nossa home fica aberta 24h!

Blog

“Momentos decisivos da história do cristianismo".



“Momentos decisivos da história do cristianismo".


INTRDUÇÃO

O homem sempre sentiu a necessidade de compreender as questões que envolvem sua vida, e seu passado lhe fornece muitas informações para tal entendimento. Foi aos fatos históricos que levou Lucas a entender e fundamentar a sua fé em Jesus, e a dos demais que também leriam e lêem o seu evangelho. O filósofo Giambattista Vico afirmou que “para entendermos o homem, primeiramente, teríamos de entender a história”. Assim, para entendermos a igreja contemporânea precisamos conhecer, valorizar e aprender e entender a história da Igreja do passado.

Todavia alguém poderia perguntar: Porque se preocupar com a história? Qual o valor do que aconteceu no século XV para nós que vivemos no século XXI? O que ela pode auxiliar o cristão contemporâneo?

A História do cristianismo é uma autobiografia da Igreja. Ela nos ensina pelo exemplo do passado, a entender melhor o mundo do agora sem cometermos os erros de outrora. A história da Igreja nos mostra como os cristãos do passado responderam as questões culturais, sócias e política do seu tempo. A analise de suas decisões dá-nos uma sólida base para refletirmos e respondermos a questões do mundo contemporâneo, de maneira equilibrada e responsável a qualquer uma das questões culturais.

Mark A. Noll em “momentos decisivos da história do cristianismo”, mostra o grande valor da história e como ela pode ser útil para a Igreja contemporânea. Se você quer saber o que ele pesar e qual o método que usa para “investigar” a história esse resumo da introdução de seu livro, contém suas principais idéias.


Momentos decisivos da história do cristianismo.

Introdução: Idéia de pontos de transição
e as razões para o estudo da história do cristianismo.

“Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos”. Mateus 28. 19,20.

A grande comissão de Jesus em Mateus 28 e atos 1, é um esboço da estrutura da história do cristianismo. A história do cristianismo sempre envolveria: um movimento para fora a fim de alcançar o perdido e um para dentro a fim de edificar os cristãos, que onde que fosse, seriam sustentados por Cristo. A Igreja viveria para testemunhar Cristo ao mundo. Essas palavras de Jesus não nos dar detalhes sobre a história do cristianismo, mas oferece orientação para essa história.

Uma das maneiras mais interresantes de se obter uma compreensão geral da história cristã é identificar e observar os momentos críticos e decisivos da história. E esse método tem uma serie de vantagens:

• Permite selecionar e extrair incidentes marcantes, dando uma ordem para o estudo da história.
• Oferece a oportunidade de destacar e se deter em momentos específicos da história, o que ajuda a entender pontos obscurecidos da mesma.
• Ajuda na interpretação e exposição mais concreta de certos acontecimentos, fatos e incidentes da história cristã.


Segundo o autor esses métodos por ele desenvolvidos são frutos do seu trabalho de ensina na igreja e no meio acadêmico. E esse livro é fruto dessas reflexões e que tem como propósito apresentar o cristianismo como uma religião mundial, ao invés de uma fé apenas para europeus e norte-americanos. E ainda diz que seus dozes pontos escolhidos a despeito de serem relevantes não sãos os únicos, pois a outros de igual relevância, mas para ele, se os acha importantes seu objetivo já foi cumprido, pois o seu desejo é despertar a outros para o estudo da história.

A história da Igreja é o resultado cumulativo de pensamentos muitas vezes confusos, de ações muitas vezes hesitantes e de conseqüências muitas vezes imprevistas por pessoas mais ou menos iguais a nós. Por isso o objetivo do autor é colocar “carne nos ossos desnudos da história”.

Todavia alguém poderia perguntar: Porque se preocupar com a história? O que ela pode auxiliar o cristão de século XXI? Para o autor há algumas razões pelas quais o estudo da história é relevante e valioso:

1. O estudo da história do cristianismo fornece demonstrações repetidas e concretas acerca do caráter irredutivelmente histórico da fé cristã. Todos os fatos do Antigo e Novo Testamento estão associados e são fundamentais para o entendimento do presente. Ainda o cristianismo consiste nos atos de Deus no tempo e no espaço, principalmente dos que Ele realizou em Cristo. Por isso estudar a história do cristianismo é lembrar continuamente do caráter histórico da fé cristã

2. A História da Igreja oferece uma perspectiva acerca da interpretação das Escrituras, pois seu estudo oferece varias orientações para se descobrir o significado das Escrituras. Todos os assuntos concernentes à fé cristã já foram discutidos ao logo dos séculos pelos grandes homens da história, tais como Agostinho, Zinzendorf, Calvino e outros pais da Igreja. Por essa razão se o cristão deseja conhecer as Escrituras deve estudar a Bíblia cuidadosamente, mas também deve ler a história da Igreja que trará luz a sua mente, pois os grandes teólogos mesmo mortos ainda falam através dos seus livros escritos no decorre da história. E podemos aprender com os seus acertos e também com os seus erros através de interpretações claramente incorretas das Escrituras e assim não as cometê-las no presente.

3. O estudo da História da Igreja também é útil como laboratório para o exame das interações cristãs com a cultura circundante. A história da Igreja nos mostra como os cristãos do passado responderam as questões culturais, sócias e política do seu tempo. A analise de suas decisões dá-nos uma sólida base para refletirmos e respondermos a questões do mundo contemporâneo, de maneira equilibrada e responsável a qualquer uma das questões culturais.

4. Por fim o estudo da história pode ser útil para moldar atitudes cristãs apropriadas. Ela abrinos os olhos para vermos quem realmente somos em relação os que já foram. Logo seu estudo deve aumenta a nossa humildade sobre quem somos e aquilo em que cremos. Ainda mais que humildade o estudo do passado cristão também pode gerar uma profunda gratidão pelo que Deus fez por nós no decorre dela através de Cristo Jesus. Por fim a história também possui um registro completo dos erros e acertos humanos os quais servi-nos de exemplo.

O autor conclui a introdução de seu livro falando como será abordado o assunto nos capítulos posteriores e quais são as principais idéias a serem seguidas. Destacando que tratará mais da história do cristianismo que da história da Igreja, o que para ele é diferente, pois a última implica em um compromisso maior com uma expressão particular de fé.


CONCLUSÃO

Não são poucos os que vivem o presente como se o passado não houvesse existido. Ignoram a história, mas se esquecem que suas vidas suas vidas é conseqüência dela, pois se não houvesse passado não haveria o presente, por isso se não conhecemos nem compreendemos o passado não conhecemos nem compreendemos a nós mesmos.

Foi para incentivar e esclarecer a importância do passado que Mark A. Noll escreveu “momentos decisivos da história do cristianismo”. Segundo ele mesmo o seu maior objetivo é nos desperta para a importância da história, em nossas vidas como Igreja.

Na introdução do seu livro “idéia de pontos de transição e as razões para o estudo da história do cristianismo”, ele apresenta o método, fruto de seu trabalho como mestre na Igreja e academia, pelo investigará a história. Para o autor uma das maneiras mais interresantes de se obter uma compreensão geral da história cristã é identificar e observar os momentos críticos e decisivos da história. E esse método tem uma serie de vantagens que para ele são: permite selecionar e extrair incidentes marcantes, dando uma ordem para o estudo da história; oferece a oportunidade de destacar e se deter em momentos específicos da história, o que ajuda a entender pontos obscurecidos da mesma; ajuda na interpretação e exposição mais concreta de certos acontecimentos, fatos e incidentes da história cristã.

O autor responde de forma resumida à grande problemática levantada por ele mesmo: Porque se preocupar com a história? O que ela pode auxiliar o cristão de século XXI?

Por fim o autor é muito claro em suas idéias e apresenta o assunto dentro de uma perspectiva bíblica e reformada, de forma didática e interresaante, com simplicidade (pois seu alvo são os leigos) e profundidade, com academicismo, mas também com piedade (levando-nos as orações bíblicas no decorre da história).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Jailson Santos

Mestrando em Divindade pelo Centro de pós-graduação Andrew Jumper (Mackenzie - São Paulo)

Bacharel em Teologia pelo Seminário JMC e Universidade Presbiteriana Mackenzie

Pastor auxiliar na Igreja Presbiteriana Aliança em Limeira - SP

Professor de teologia sistemática no SPFB

Imagens de tema por richcano. Tecnologia do Blogger.