Pr. Jailson Santos

Seja Bem-vindo!

#Curta nosso blog

Role a página e encontre artigos, sermões e aulas

#Compartilhe nossas ideias

Use as redes sociais para nos ajudar a divulgar a fé reformada

Volte sempre que precisar

Nossa home fica aberta 24h!

Blog

UMP 76 ANOS: É TEMPO DE GRATIDÃO E CONSAGRAÇÃO.



        Em 1936 os jovens de várias Igrejas Presbiterianas do Brasil já estavam se organizando sob nomes, como por exemplo: Sociedade de Jovens, Sociedades Heróis da Fé, Sociedade Esforço Cristão etc. O Supremo Concílio então recomendou que os pastores dessem todo apoio para os jovens se organizassem em cada Igreja sob o nome de União da Mocidade Presbiteriana (UMP). Desde que tudo começou já se foram 76 anos, e hoje é uma grande oportunidade de exercitarmos a gratidão. Um momento para olharmos para trás e vermos o que Deus já fez e tem feito na UMP e através da UMP, e com isso desenvolver no nosso coração o sentimento de gratidão, consagração, esperança, fé, amor e união.

           Isso aconteceu com salmista no salmo 116. Nos primeiros 11 versículos, o salmista lembra tudo que Deus havia feito por ele (ouvindo sua oração; livrando sua alma; restaurando sua alegria). Diante disso, se viu perante uma pergunta perturbadora: “Que darei eu ao SENHOR, por todos os benefícios que me tem feito?” (v. 12). Nos versículos seguintes, ele mesmo responde e mostra-nos como podemos ser gratos, pelo que Deus tem feito por nós.

           A primeira maneira de demonstrar a nossa gratidão para com Deus é andando com Ele. O salmista diz: “Andarei perante a face do SENHOR na terra dos viventes” (v.9). A ideia de andar aqui envolve uma atitude constante e habitual. A gratidão deve nos tornar não apenas servos, mas acima de tudo amigos de Deus.

            A segunda é invocando nome dele. O salmista diz: “invocarei o nome do SENHOR” (v. 4). Ele nos mostra que devemos louvá-lo, bendizê-lo e buscá-lo sempre, fazendo isso a todo tempo e não só no templo. O salmista ensina-nos que devemos invocar o nome do SENHOR, não apenas no momento da angústia, mas também no momento de gratidão. Não somente para clamar, mas também para adorar.

        A terceira oferecendo para Ele o melhor de forma voluntária. O salmista diz: “Oferecer-te-ei sacrifícios de louvor” (v. 17) e ainda: “Pagarei os meus votos ao SENHOR” (v. 18). Sacrifícios de ações de graças referi-se a uma oferta do melhor, de forma voluntária, dada por um coração grato. É uma ação, sem obrigação e motivada pela gratidão. É fazer por puro prazer, em fazer.

            Meu desejo, é que hoje seja um tempo de gratidão e consagração, pelo que Deus fez e tem feito na UMP da nossa igreja e do Brasil.

Jailson Santos



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Jailson Santos

Mestrando em Divindade pelo Centro de pós-graduação Andrew Jumper (Mackenzie - São Paulo)

Bacharel em Teologia pelo Seminário JMC e Universidade Presbiteriana Mackenzie

Pastor auxiliar na Igreja Presbiteriana Aliança em Limeira - SP

Professor de teologia sistemática no SPFB

Imagens de tema por richcano. Tecnologia do Blogger.